-A A +A
Campus de Goiabeiras, Vitória - ES

Histórico

A seguir é descrito um breve histórico do curso de Química (Licenciatura e Bacharelado em  Química), desde a sua criação em 1987 até a presente data.

O Curso de Licenciatura Plena em Química – Versão 1988 foi criado em 30 de setembro de 1987, por Resolução do Conselho Universitário, a partir do processo n.o 1864/86-21 para atender a demanda no Magistério do Ensino Médio.

Fazendo parte do Departamento de Física e Química do Centro de Estudos Gerais, passando a funcionar a partir de agosto de 1988. A carga horária mínima obrigatória era de 2.460 horas e um mínimo de 180 horas de disciplinas optativas. Tempo mínimo de 3 anos e o máximo de 7 anos para a realização do Curso.

O Curso de Licenciatura Plena em Química foi reconhecido pelo Ministério de Educação e Cultura em 28/09/1993, conforme Portaria N.º 1411 MEC/SESU, de 27/09/1993.

A grade curricular do Curso de Licenciatura Plena em Química – Versão 1988 foi alterada em 25 de outubro de 1996, pela Resolução N.º 54/96-CEPE, do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, a partir do processo n.o 6.973/96-16-Departamento de Química-CCE, criando-se assim a grade curricular de Licenciatura Plena em Química – Versão 1997, com carga horária mínima obrigatória de 2.460 horas e um mínimo de 240 horas de disciplinas optativas.Tempo mínimo de 3 anos e o máximo de 7 anos para a realização do Curso.

A grade curricular do Curso de Licenciatura Plena em Química – Versão 1997 foi alterada em 07 de maio de 2002, pela Resolução N.º 30/2002-CEPE, do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, a partir do processo n.o 12. 234/99-70  Colegiado do Curso de Graduação em Química-CCE, criando-se, assim, a grade curricular do Curso de Licenciatura Plena em Química – Versão 2002, com carga horária mínima obrigatória de 2.550 horas e um mínimo de 240 horas de disciplinas optativas. Tempo mínimo de 3 anos e o máximo de 7 anos para a realização do Curso. A grade curricular do Curso deLicenciatura Plena em Química – Versão 1988 foi desativada a partir do segundo semestre do ano de 2003.

O curso de Bacharelado em Química foi criado em 1997, juntamente com a nova versão do curso de Licenciatura Plena em Química quando foi feita à substituição da grade curricular  versão 1988 do curso de Licenciatura Plena em Química versão 1988. O Curso de Bacharelado em Química – Versão 1997, com carga horária mínima obrigatória de 2.670 horas e um mínimo de 180 horas de disciplinas optativas, perfazendo um total de 2.850 horas, foi aprovado conforme Resolução Nº 54/96 do CEPE.

O Conselho Universitário da UFES decidiu em 5 de outubro de 1993 pela criação do Departamento de Química separando-o do Departamento de Física e Química.

Visando atender a crescente procura pelos cursos de Química e a Lei de Diretrizes e Bases, o Departamento de Química vem solicitando investimentos em novos laboratórios e nas melhorias da infra-estrutura dos já existentes, modificando a grade curricular, buscando maior interação com centros de excelência, solicitando investimentos em acervo bibliográfico e a contratação de pessoal. Temos certeza que com estas medidas poderemos continuar impulsionando o desenvolvimento industrial, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e a formação de mão de obra altamente qualificada.

A implantação do projeto do Mestrado é uma inovação no elenco de ofertas do DQUI. Para o novo currículo haverá dependência de contratação de mais professores para o Departamento de Química. A implantação do curso de licenciatura noturno e bacharelado com ênfase em Petróleo em consonância com a nova LDB está em fase de implantação, dependendo também somente da contratação de docentes e técnicos administrativos e melhoria da infra-estrutura.

As descobertas de reservas de petróleo e gás natural, a posição logística e infra-estrutura portuária são fortes atrativos para a concentração de industrias petrolíferas, empresas de consultoria e de prestação de serviços. Nesse sentido, a Universidade Federal do Espírito Santo, em particular o Departamento de Química, vem assumindo um importante papel no desenvolvimento de Vitória com a realização de pesquisas, capacitação de recursos humanos e controle do meio ambiente. Para efetivar essa interação com a cidade de Vitória, o Departamento de Química está tomando as seguintes medidas:direcionamento das linhas de pesquisa para área petroquímicainvestindo em novos laboratórios e em melhorias da infra-estrutura dos já existentesmodificando a grade curricularbuscando maior interação com centros de excelênciasolicitando investimentos em acervo bibliográfico e contratação de pessoal. Nesse sentido, para atender a demanda na, o DQUI implementará o curso de bacharel com ênfase em de petróleo.

 

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910